KOINONIA - Comunhão
Hb 13: 13-16; At 2:42-44 

   O termo grego koinonia envolve a ideia de: Participação, Comunhão, Companheirismo, Contribuição. Este substantivo ocorre 18 vezes no N.T.
*** Estamos vivendo a mesma DIRETIVA praticadas na igreja primitiva?
*** Que tipo comunhão estamos vivendo hoje? Em que estamos errando?
O que precisamos fazer para consolidar mais esta comunhão e nos tornamos um povo forte, revestido de poder e que não teme as intempéries: Disputas desonestas; imoralidades; a falta de ética; o desleixo; a fraqueza moral; o abandono; a apostasia da fé; a depressão espiritual; a quebra de palavras e de relacionamentos; a falta de sinais miraculosos;  etc...

  • “O reino de Deus existe não pelos seus ou pelos meus esforços e sim porque Deus reina sobre ele, nossa parte é estar debaixo de Sua soberana vontade.”  (Rev. Roberto Pereira).
  • Comunhão uma questão de amor cristão.

*** A moderna sociedade tecnocrata, que destrói a trans­cendência e a significância, destrói também a comunhão. Nós vivemos em uma era de desintegração social. As pessoas acham incrivelmente difícil relacionar-se umas com as outras. Assim, nós continuamos perseguindo exatamente aquilo que foge de nós — amor em um mundo sem amor. (  Ouça o Espírito, ouça o mundo de jhon stott)

  • Uma consciência forte nos dá liberdade de ação, mas devemos limitar nossa liberdade por amor aos fracos. – Rm 14 e 1Co 8.
  • É bom entendermos que uma igreja viva não é uma igreja perfeita, ela nunca existirá nesta terra, somente no céu.
  • A nossa comunhão não deve ser apenas de homem com homem e sim o homem com Cristo, Paulo falou por mais de 160 vezes em estarmos em Cristo. (Efésios 4:1-6)
  • É desfrutada em torno de Cristo –“ Porque onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, aí Estou Eu no meio deles(Mt 18:20)
  • Em torno da ceia do Senhor –“ Porque nós, sendo muitos, somos um só pão e um só corpo; porque todos participamos do mesmo pão” (1Co 10:17)
  • Um dos planos de DEUS é chamar seu povo a vida justa, a vida que o honre (Roy Zuck).

 

1 – PROPÓSITO DA COMUNIDADE CRISTÃ

  • Compromisso absoluto
  • Como um exército de um só homem
  • Amor a Deus e ao próximo

a) Bertrand Russell, o brilhan­te matemático e filósofo, e ateu descompromissado. Ele escreveu com emocionante candura no Prólogo da sua au­tobiografia:
Três paixões, simples mas irresistivelmente fortes, têm governado a minha vida: o anseio por amor, a busca de conhecimento e uma insuportável compaixão pelo sofri­mento da humanidade

  • – ORAÇÃO
  • Escassez, mas ainda é a arma mais poderosa.
  • Perseverança em meio ao sofrimento, em busca de amor e compreensão.
  • VIGILANCIA
  • Dentro e fora da igreja, cuidado com os ardis do inimigo.
  • FÉ E DEPENDENCIA
  • Crer para ver ou ver para crer?
  • ALEGRIA E LOUVOR
  • Louvarei na tempestade
  • TESTEMUNHO PESSOAL
  • Experiência nova com Deus sempre.
  • COMPROMISSO COM O PERDIDO –  Lc 24: 46-47
  • Compartilhe Deus com os outros.
  • Anuncie em todos os jeitos, com palavras cantadas, ditas e escritas.
  • Seja um doador de energia e de bens para a obra do Senhor (lc 8:1-3)
  • Entenda o discipulado
  • Entenda de fazer discípulos e ensiná-los pois esta tarefa é árdua e exigente MAS recompensadora.
  • Características da igreja primitiva: atitude, submissão, crescimento, caráter e missão.

 

 

CONCLUSÃO:
É importante entendermos que a unidade da igreja tem sido combatida e está cada vez mais combalida pelos fortes ataques infernais, que sejamos mais aguerridos na causa santa do Mestre Jesus de Nazaré.!