GOVERNADO PELA PALAVRA DE DEUS - PARTE 2

 

Por David Wilkerson
22 de maio de 2000
__________

Quero lhe mostrar o que acontece à uma nação quando seus líderes – bem como o povo de Deus deste país – rejeitam a Bíblia como voz divina do Senhor. Onde quer que a autoridade das escrituras é removida, o caos rapidamente se sucede – e o julgamento bate à porta.

Eu não conheço uma só nação na terra hoje, que seja governada pela santa Palavra de Deus. Em muitos países muçulmanos, o povo se submete à autoridade do Alcorão, e a palavra de Maomé é lei. Mas em nações supostamente cristãs, não existe tal sujeição à Sagrada Escritura.

Certamente, a nossa nação não se permite mais ser governada pela palavra de Deus. Nossos antepassados puritanos fundaram este país sobre a Bíblia, estabelecendo um sistema de governo para ser conduzido pela autoridade das escrituras. Agora os nossos líderes empurram para o lado a Palavra de Deus como se fosse um jugo de escravidão. Eles não apenas rejeitam a Bíblia, mas fazem todo o possível para removê-la de nossa sociedade. Agora é politicamente correto desprezar a santa Palavra de Deus.

Afirmo que é absolutamente fatal para qualquer nação rejeitar a autoridade da Bíblia, e ignorar os avisos e súplicas das sentinelas de Deus. A América pode ser julgada por outros pecados em particular – mas por rejeitar a Palavra de Deus como padrão, certamente traremos julgamento sobre a nossa terra.

Alguns cristãos protestam, dizendo: "O nosso país é uma nação missionária. Se Deus nos julgar, quem vai evangelizar o mundo?" Em certa época, o mesmo foi verdadeiro sobre Israel. Deus chamou aquela nação para ser uma luz para o resto do mundo. Ainda assim, apesar do incrível chamado de Israel, o Senhor trouxe julgamento sobre eles. E agora, nosso país encara o mesmo julgamento.

Se Paulo diz que todo o Antigo Testamento é inspirado para a nossa instrução nos dias de hoje (veja 1 Coríntios 10:11), então o livro de Jeremias nos dá uma lição objetiva neste assunto de rejeição à Palavra de Deus. Esta lição começa no quarto ano do reinado de Jeoaquim sobre Judá.

Naquele tempo, Deus instruiu o profeta Jeremias para escrever todos os avisos proféticos que Ele tinha feito nos últimos vinte e três anos. Naquele período, Jeremias tinha prevenido que um grande dia de prestação de contas estava chegando por causa do avô perverso de Jeoaquim, o mal conceituado e sanguinário rei Manassés.

Manassés tinha transformado o templo num centro abominável de idolatria. Ele se interessou por feitiçaria e voltou-se para encantamentos, espíritos familiares e feiticeiros. Este homem mau, desprezava a Palavra de Deus, espezinhava suas leis e rejeitava seus mandamentos. As Escrituras dizem: "Manassés de tal modo os fez errar, que fizeram pior que as nações que o Senhor tinha destruído de diante dos filhos de Israel" (2 Reis 21:9).

Além disso, as mãos de Manassés foram manchadas com o sangue de inocentes: "Manassés derramou muitíssimo sangue inocente, até encher Jerusalém de um a outro extremo, afora o seu pecado, com que fez pecar Judá, praticando o que era mau perante o Senhor" (versículo 16).

O resultado foi caos para a nação e julgamento nas mãos de um Deus irado. O Senhor declarou: "Visto que Manassés, rei de Judá, cometeu estas abominações, e agiu perversamente, e também a Judá fez pecar com ídolos dele, assim diz o Senhor, Deus de Israel: Eis que hei de trazer tais males sobre Jerusalém e Judá, que todo o que os ouvir, lhe tinirão ambos os ouvidos" (versículos 11 e 12). "Eliminarei Jerusalém, como quem elimina a sujeira de um prato, elimina-a e o emborca" (versículo 13).

Deus estava dizendo: "Vou julgar a nação tão severamente que vocês pensarão que o mundo virou de cabeça para baixo. Nem os inimigos vão acreditar no que ouvirem sobre o que Eu fiz com vocês." Mesmo que Manassés ao final se arrependesse, Deus não iria cancelar o julgamento. Ele iria apenas retardar por um período.

Não se pode negar que a nossa nação está num estado similar hoje. Nós derramamos o sangue de 30 milhões de bebês através do aborto. Como pode um Deus santo fazer vista grossa para este mar de sangue inocente derramado sobre estes 4.800 km de largura e 3.200 km de comprimento ? Como Ele poderia ignorar o dramático grito destas crianças mortas ?

Deus julgou Manassés por muito menos. O derramamento de sangue que a nossa nação causou através do aborto, é mais do que aquele rei mau poderia causar em toda sua vida. E agora nossa nação encara o mesmo julgamento que Manassés encarou – porque se recusa a fazer qualquer coisa para parar com o assassinato de bebês, que é feito até mesmo no final do terceiro trimestre de gravidez.

Como pode este país continuar matando suas crianças antes de nascerem ? Fazemos isso porque nos recusamos a acreditar no que a Palavra de Deus diz sobre derramamento de sangue inocente. Se fôssemos uma verdadeira nação que crê na Bíblia, esta horrível tragédia nunca teria acontecido.


O Filho de Manassés, Josias,
Herdou o Trono – e Fez Ele o Que
Era Reto Perante o Senhor
(veja 2 Reis 22:2).

O filho de Manassés, Josias, tremia diante da Palavra do Senhor. A Bíblia diz que quando ascendeu ao trono, ele "andou em todo o caminho de Davi, seu pai (seu tataravô), e não se desviou nem para a direita nem para a esquerda"(2 Reis 22:2).

Debaixo do reinado de Josias, o sumo sacerdote de Judá encontrou as Sagradas Escrituras num canto empoeirado do templo; entregou o rolo a um escriba, e o mandou ler para Josias. As escrituras nos dizem: "Tendo o rei ouvido as palavras do livro da Lei, rasgou as suas vestes" (versículo 11).

Josias levou a sério a Palavra de Deus, estremecendo em terror quando ouviu a leitura em voz alta. Ele percebeu: "Atingimos o ponto em que o pecado veio à exposição da luz, de que Moisés falou a respeito. Nós estamos debaixo de julgamento." E imediatamente, Josias colocou-se debaixo da autoridade da Palavra de Deus.

O rei mandou representantes para a profetiza Hulda, perguntando "O que devemos fazer? A ira de Deus está contra nós por causa do pecado." Hulda respondeu, em essência: "O julgamento que Deus prometeu sobre Jerusalém e Judá ainda está de pé. Mas porque você se humilhou e verteu lágrimas diante dEle quando ouviu o que Ele disse, você não verá o mal que Ele prometeu trazer à nação" (veja versículos 15 a 20).

Que palavra impressionante: Josias nunca veria o julgamento que teria de vir sobre Judá por causa do seu perverso pai, Manassés. Mesmo assim, este piedoso rei, começou a colocar a nação conforme a Palavra de Deus. Pelos próximos trinta e um anos, toda vez que ele aprendia um novo estatuto das escrituras, ele se arrependia e colocava-se conforme o estatuto. E sua obediência levou Judá a um tempo sem precedentes de bênçãos e prosperidade.

Por exemplo, quando Josias leu que o homossexualismo era errado, ele lidou com todos os sodomitas da terra. E quando descobriu que Deus detestava idolatria, ele destruiu todos os altares pagãos e ídolos. Também, quando aprendeu que Deus detestava sacrifícios humanos, ele acabou com tudo isso. Josias aderiu à Palavra de Deus simplesmente porque a temia.

Durante os últimos 19 anos do reinado de Josias, Jeremias começou a alertar a respeito do julgamento que ainda estaria por vir sobre Judá: "Começando de madrugada, vos tenho enviado todos os meus servos os profetas, dizendo: Convertei-vos agora, cada um do seu mau caminho...mas não me inclinastes os ouvidos, nem me obedecestes a mim... Eis que trarei sobre Judá e sobre todos os moradores de Jerusalém todo o mal que falei contra eles" (Jeremias 35:15,17).

Deus anunciara julgamento sobre Judá vinte e sete anos antes. Por que estava trazendo julgamento agora? Porque Ele sabia que o povo de Judá não compartilhava o zelo de Josias pelo Senhor. Não havia neles um coração genuinamente arrependido. Eles adoravam o Senhor com os lábios, mas seus corações estavam entregues à idolatria.

"Pois lhes tenho falado, e não me obedeceram, clamei a eles, e não responderam" (versículo 17). "Acaso, nunca aceitareis minha advertência para obedeceres às minhas palavras ? ... não me obedecestes" (versículos 13-14).

Deus estava dizendo "Chacoalhe o meu povo, Jeremias – perturbe seus corações. Talvez assim eles vejam seus maus caminhos e arrependam-se. Então poderei perdoá-los, purificá-los e restaurá-los."

Esta é a razão pela qual Deus manda continuamente suas sentinelas para avisar seu povo: é porque Ele o ama. Seus avisos são simplesmente expressões da sua grande misericórdia.

Ainda hoje, os cristãos não são diferentes do povo que Jeremias avisou. Como eles, nós clamamos: "Por favor, pastor – chega de mensagens duras. Pregue coisas suaves para nós." Muitos não querem se colocar debaixo do governo da Palavra de Deus.

Nós vemos esta atitude nas principais igrejas. Elas estão se aproximando da união com igrejas que abandonaram as escrituras como a Palavra de Deus, declarando deixar de lado as diferenças em defesa do amor e da unidade. Contudo estão também deixando de lado a Palavra de Deus neste processo. Agora, as grandes doutrinas da Reforma, pelas quais milhares de crentes pagaram com suas vidas, estão sob risco: salvação pela fé apenas, justificação pela fé. Pelo retorno à salvação pelas obras, esta união de igrejas está abraçando a justificação pelas boas obras apenas – e esta é a doutrina do Anticristo.

Esta união mundial de igrejas também está se movendo na direção da ordenação de ministros homossexuais. E isto vem diretamente das fossas do inferno. Mesmo assim, os líderes da igreja continuam a ignorar vozes piedosas, que clamam para não abandonarem a defesa do evangelho de Cristo.


Deus Deu a Jeremias Uma Palavra
Final Ao Povo, Para Ser Entregue
No Jejum Nacional.

Quando o piedoso Josias morreu, seu filho Jeoaquim chegou ao trono. E no quarto ano do seu reinado, Deus disse a Jeremias : "Entra, pois, tu e, do rolo que escreveste, segundo o que eu ditei, lê todas as palavras do Senhor, diante do povo, na Casa do Senhor, no dia de jejum" (Jeremias 36:6).

O versículo 9 nos diz que "no mês nono, apregoaram jejum diante do Senhor todo o povo em Jerusalém, como também a todo o povo que vinha das cidades de Judá a Jerusalém."

Os líderes de Jerusalém sabiam que o terrível exército caldeu estava se aproximando. Eles receberam relatos dos espiões de que este poderosíssimo inimigo estava marchando por terra, com a intenção de derrubar Jerusalém e destruir o templo.

Assim, depois de 27 anos, os avisos de Jeremias estavam finalmente se avizinhando. Rapidamente, todos em Judá começaram a se reunir em Jerusalém. E todos estavam tão familiarizados com as coisas que Deus havia dito que iria acontecer com eles, que soou como uma música velha: "Seremos julgados por nossa idolatria, por rejeitar a Palavra de Deus e por derramar sangue inocente. Os caldeus vão tomar Jerusalém, destruir o templo e nos levar para o cativeiro na Babilônia. O julgamento de Deus foi enviado – não pode ser evitado."

Ainda assim, ano após ano, o julgamento não veio. Na realidade, quanto mais as pessoas pecavam, mais elas prosperavam. Eles zombavam de Jeremias, dizendo: "Você vive dizendo que tempos difíceis estão chegando. Mas nós não vemos nada além de prosperidade." Eu imagino quanto escárnio Jeremias enfrentou naqueles anos. Ele alguma vez duvidou da Palavra que Deus tinha lhe dado?

Mas as palavras de Jeremias finalmente aconteceram. De repente, no meio dos bons tempos, os líderes de Jerusalém receberam as más notícias: "Os caldeus estão sobre nós."

Agora, Deus sempre tem um remanescente santo. E tenho certeza que ele estava presente em Judá naquele tempo, orando pelo arrependimento da nação, como o país tinha visto antes sob Esdras e Neemias. A geração anterior tinha tremido quando Esdras leu as escrituras (veja Esdras 7:10). E reagiram com arrependimento e colocando-se debaixo do governo da Palavra de Deus.

Então agora, enquanto acontecia o jejum em Jerusalém, Jeremias enviou seu escriba Baruque para proclamar aquele que seria o último aviso de Deus antes do julgamento. Baruque trovejou uma mensagem que sintetizou vinte e sete anos de avisos: "Leu, pois, Baruque naquele livro as palavras de Jeremias na Casa do Senhor... diante de todo o povo" (Jeremias 36:10).

Três tipos de pessoas ouviram a Palavra de Deus revelada naquele dia. Jeremias 36 descreve estes três tipos como ouvintes passivos, ouvintes perturbados e ouvintes canivete. Cada um desses ouvintes está presente na igreja de hoje – e eles reagem da mesma forma que o povo reagiu nos dias de Jeremias:


1. Ouvintes Passivos

O jejum em Jerusalém tornou-se um jejum fatal. Como? Incrivelmente, a medida que Baruque fazia ressoar o ardente apelo de Jeremias ao arrependimento, muitos ouvintes permaneciam totalmente passivos; ficaram completamente estáticos diante da palavra que ouviam : "Mas nem ele (o rei), nem os seus servos,nem o povo da terra deram ouvidos às palavras do Senhor que falou por intermédio de Jeremias, o profeta" (Jeremias 37:2).

Você pode imaginar a cena? Um jejum nacional foi proclamado – um tempo de solenidade, reverência e busca. E agora o povo estava recebendo um aviso final. O inimigo estava desabando sobre eles, vindo para escravizá-los e levá-los para Babilônia. Mesmo assim os israelitas apenas ficavam ali pestanejando; nada foi registrado. A Palavra de Deus que eles se reuniram para ouvir, entrou por um ouvido e saiu pelo outro.

Eu fico mudo, tamanha a minha perplexidade, diante dos ouvintes passivos que vejo na igreja hoje. Estas pessoas "vêm jejuar" – freqüentam a igreja regularmente, cantam no coral, levantam as mãos em louvor. Ainda assim permanecem completamente passivas diante da palavra pregada que ouvem. Seus pastores avisam: "O espírito de Anticristo já está trabalhando no mundo, enganando muitos. Todos os seguidores de Cristo devem se preparar, fundamentando-se nas escrituras." Mas estas palavras caem em ouvidos surdos.

Estes cristãos tornaram-se cegos para o perigo em que se encontram. Um dia estarão na maior luta de suas vidas. O inferno vai vomitar suas hordas demoníacas, e o inimigo vai se derramar como enchente. Ainda assim, estes crentes vão ficar congelados em estado de passividade.

A palavra passivo significa: "receber uma ação ou palavra sem reagir, ou sem iniciar resposta em retorno." Isto descreve sua atitude diante da Bíblia? Você pode achar que a vinda dos dias de julgamento vai lhe dirigir para a Palavra de Deus. Mas os israelitas também sabiam que o julgamento estava chegando, e permaneceram passivos. Você fará o mesmo, caso já não tiver se voltado para a Palavra de Deus.

Eu tenho ciência de que a nossa geração sofre de sobrecarga sensorial. Nossas mentes estão saturadas com imagens e relatos de tragédias horríveis – aviões caindo, assassinatos em massa em escolas e igrejas, atrocidades acontecendo no mundo inteiro. E todos os dias, parece, um novo estudo sobre saúde alerta que um alimento até então inocente, está nos matando de câncer. Isto tudo chega a ser sufocante.

Contudo, é igualmente verdade que podemos nos tornar entorpecidos devido à nossa vida confortável. Nossa prosperidade e conforto podem nos levar a um tipo de estupor como o causado por narcóticos, embalando-nos na crença de que os dias bons nunca vão acabar. Nós gradualmente vamos fechando nossos ouvidos e corações para a Palavra de Deus e para os avisos de Seus profetas.

Assim foi em Judá – e assim é na igreja de hoje. Em cada caso, as pessoas voltam para suas casas e correrias, pensando: "Será que a coisa vai piorar ? Nossos líderes vão dar um jeito. Não vale a pena ficar gastando tempo com isso."

Mas passividade diante da Palavra de Deus abre a porta para todo o tipo de falsa doutrina. Em Judá, as pessoas com o tempo começaram a dar atenção a falsos profetas. E a mesma coisa está acontecendo na igreja hoje. As pessoas estão correndo para lá e para cá para receber "palavras" dos assim chamados profetas, e de evangelistas guiados pela carne. Porém muito do que estes pregadores lhes dizem é totalmente contrário às escrituras. E, tragicamente, muitos crentes biblicamente analfabetos não conseguem discernir a falsidade, porque não conhecem a Palavra de Deus.


2. Ouvintes Perturbados

Estar perturbado significa "estar imensamente incomodado, descontente, contrariado, confuso." Isto descreve a reação de Micaías, um oficial da corte de Jeoaquim. Micaías tinha ouvido casualmente a mensagem que Baruque leu durante o jejum – e tremeu de terror. Este homem era parte do grupo de inteligência de Judá. E ele rapidamente percebeu que Baruque dizia coisas que ninguém poderia saber, a menos que fossem reveladas pelo próprio Deus.

Micaías correu à corte do rei para compartilhar o que havia ouvido, com outros líderes. Parafraseando, ele disse: "Cavalheiros, tenho notícias perturbadoras. Acabei de ouvir a profecia de Jeremias, e coincide com as nossas informações. Então, pensando bem, ele vem dizendo a verdade todos estes anos. Os caldeus são muito poderosos para nós – não conseguiremos lhes resistir. E agora, não podemos ignorar isto. Nós temos que ouvir esta Palavra de Deus."

Os oficiais resolveram convidar Baruque para uma reunião secreta, na qual ele poderia contar o resto da história. "Então... Baruque tomou o rolo consigo e veio ter com eles" (Jeremias 36:14). À medida que Baruque começou a ler em voz alta, "Tendo eles ouvido todas aquelas palavras, entreolharam-se atemorizados" (versículo 16). A palavra "atemorizados" aqui significa "estremecidos". Literalmente tremeram quando ouviram a Palavra de Deus.

Este grupo reverente de homens representa o remanescente santo de Deus. Enquanto uma multidão inteira fica passiva e imóvel ao ouvir a Palavra de Deus, aqueles que estão fechados com o Senhor tremem quando ouvem Sua impressionante verdade.

Eu creio que Deus possui um remanescente temente e influente escondido nesta hora final. Há apenas algumas semanas, soube de uma reunião de oração que aconteceu junto à vários senadores americanos. Estes homens e mulheres têm ouvido mensagens proféticas sobre a chegada de julgamento, e estremeceram diante da Palavra de Deus. Agora estão espalhando essa Palavra, suavemente e com critério, entre aqueles que têm ouvidos para ouvir.

Eu agradeço a Deus pelos ouvintes perturbados – homens e mulheres de Deus que aceitam a Palavra de Deus e tremem.


3. Ouvintes Canivete

Os homens perturbados da corte de Judá declararam: "Sem dúvida nenhuma, anunciaremos ao rei todas estas palavras" (Jeremias 36:16). Eles foram até o rei Jeoaquim, que estava na casa de inverno com seus assessores se aquecendo, sentado ao lado do fogo. Em grave tom, os tementes a Deus disseram ao rei: "Uma palavra perturbadora veio até nós por intermédio do profeta Jeremias. O julgamento bate às portas. Está tudo escrito no livro sagrado. Nós te imploramos que leia o que ele diz."

O rei instruiu seu escriba, Jeudi, para buscar o livro. Todavia, assim que Jeudi começou a leitura, "Tendo Jeudi lido três ou quatro folhas do livro, cortou-o o rei com um canivete de escrivão e o lançou no fogo que havia no braseiro, e, assim, todo o rolo se consumiu no fogo que estava no braseiro" (versículo 23).

Os homens tementes ficaram atônitos diante deste ato insolente. A Bíblia diz que eles "tinham insistido com o rei que não queimasse o rolo, ele não lhes deu ouvidos" (versículo 25). As escrituras acrescentam que os assessores do rei "não se atemorizaram, não rasgaram as vestes, nem o rei nem nenhum dos seus servos que ouviram todas aquelas palavras" (versículo 24).

Na nossa sociedade de hoje, muitos juízes, políticos e poderes ateus manejam canivetes. Estão prontos para cortar e queimar a Palavra de Deus, e acabar com sua existência. Mas estas pessoas nunca terão sucesso. Quando Baruque disse a Jeremias o que o rei tinha feito, o profeta instruiu seu servo para simplesmente escrever outro rolo com as mesmas profecias, "e ainda se lhes acrescentaram muitas palavras semelhantes" (versículo 32).

A Palavra de Deus voltou mais poderosa do que nunca. Veja você, Jeremias sabia que ninguém pode banir o livro de Deus. A China Comunista tentou isto, ainda assim milhões de Bíblias estão sendo impressas lá agora. As comportas também romperam-se na Albânia. Apenas há alguns anos, autoridades de lá gabavam-se de ter acabado com todas as Bíblias. Mas hoje, as igrejas estão surgindo e as Bíblias estão circulando livremente.

O rei Jeoaquim, depreciador da Bíblia, representa uma nova geração criada por pais tementes a Deus. Em algum lugar do caminho, Jeoaquim desenvolveu sua própria idéia de quem Deus era. Alguma coisa no seu coração não queria abandonar o espírito deste mundo, e ele rejeitou a Palavra pura de Deus. Ele termina em apostasia, em meio a um grande reavivamento.

Este tipo de jovem crente é visto em todo lugar hoje em dia. Estes cristãos cresceram testemunhando grandes reavivamentos e aprendendo os ensinamentos de Deus. Ainda assim o espírito do mundo os agarrou, e eles se tornaram adeptos do estilo de vida permissivo dos dias de hoje. Por exemplo, muitos recusaram-se em seus anos de juventude a deixar a música que não é de Deus. E agora estão ridicularizando os velhos hinos dos pais. Essencialmente pegaram o canivete, cortaram as músicas espirituais de suas vidas e substituíram por música da carne.

Agora, como líderes adultos no ministério, estes cristãos trouxeram canivetes para dentro da casa de Deus. Perderam todo o temor santo, desprezando as poderosas reuniões guiadas pelo Espírito Santo. Eles reclamam que o "velho estilo" de adoração ou de pregação não são suficientemente modernos.

Isto tem trazido resultados trágicos. Um ministro amigo meu ligou-me recentemente, desesperado por causa do filho adolescente. O jovem rapaz tem bebido e se metido em todo o tipo de problema. Quando seu pai sentou-se com o filho para uma conversa, o garoto disse que o pastor da mocidade declarara que beber não tinha problema; que a Bíblia, de fato, aprovava isto.

Este mal direcionado pastor da mocidade declarou: "Nós vivemos nos dias da liberdade, sem culpa. Você pode beber e, ainda assim servir Jesus." Não! Este pastor da mocidade pegou o canivete e cortou a Palavra de Deus em pedaços. E no processo quase destruiu o filho de um ministro.

As escrituras dizem: "Não removas os marcos antigos que puseram teus pais." (Provérbios 22:29). Ainda assim, os jovens Jeoaquins dos púlpitos estão removendo os marcos fundamentados na Bíblia, por todo lado. E estão levando suas ovelhas para bem longe da pura Palavra de Deus.

É claro, eu não estou acusando toda geração jovem. Existem muitos jovens, homens e mulheres de Deus nos púlpitos e na industria da música, que tremem diante da Palavra de Deus. Eu quero encorajar toda esta gente jovem: conheça a Palavra de Deus. Não a substitua por aquilo que você pensa que é certo, ou que lhe faz sentir bem. Ao invés disso, livre-se de tudo que é contrário ao que diz a Palavra de Deus. Então você estará debaixo de seu total governo. E o Senhor lhe honrará com todo o poder e a autoridade do Evangelho.

---
Usado através de permissão concedida por World Challenge, P. O. Box 260, Lindale, TX 75771, USA.

Informações a respeito da Igreja de Times Square | Informações para o Novo Leitor


Arquivo do Texto Simples + Índice dos Sermões em Português + Capela + Subscrição + Copyright

COPYRIGHT/LIMITAÇÕES À REPRODUÇÃO:Este arquivo de dados é propriedade exclusiva de World Challenge. Ele não pode ser alterado ou editado de nenhuma maneira. Ele pode ser reproduzido apenas na sua totalidade para circular como "freeware", sem custos. Todas as reproduções dos dados deste arquivo devem conter o registro de copyright [i.e., "Copyright © 2002 by World Challenge"]. Este arquivo de dados não pode ser usado para a venda ou promoção de qualquer outro produto à venda sem a permissão de World Challenge. Isto inclui todo o seu conteúdo com a exceção de umas poucas e breves citações. Favor incluir a seguinte fonte de crédito: Copyright © 2002 by World Challenge, Lindale, Texas, USA.

Este material é destinado unicamente para uso pessoal e não deve ser exposto publicamente em outras páginas da web. A Lorain County Free-Net Chapel detem os direitos exclusivos da parte de World Challenge, Inc. para publicamente apresentar estas mensagens em sua página da web. É permitido baixar este arquivo, copiar, imprimir e distribuir este material, desde que ele não seja exposto em um outro site da Internet. Pode-se, contudo, coligar este site para servir como referência destas mensagens.



Este site da web é uma realização de
The Missing Link, Inc.®
Ligando Jovens e Adultos em Dificuldades com Programas Transformadores de Vidas
Web site - http://misslink.org
Site da Capela - http://misslink.org/chapel2.html
Home Site em Várias Línguas das Pregações de David Wilkerson na Igreja de Times Square
http://www.tscpulpitseries.org