JESUS: CRIADOR E SALVADOR - MC 4: 35-41

 

 

Eventos naturais que contribuíram para o milagre.
Marcos o evangelho do servo, aos romanos, um evangelho prático no seu conteúdo.
Veja o comentário do teólogo Marcos Adolf Pohl
A superfície do lago está a 212 m abaixo do nível do mar e ele é cercado de montanhas por três lados, que têm até 300 m de altura. Neste caldeirão predomina um clima subtropical. Em maio e junho o termômetro escala 40 graus à sombra. A compensação das correntes de ar frias no planalto com estas temperaturas de calor sobre o lago pode provocar ventos descendentes de incrível violência, que "desabavam" especialmente pelas ravinas da costa íngreme oriental (Lc 8.23, bj). Os pescadores os temiam muito por serem imprevisíveis e, para não serem surpreendidos, eles mantinham silêncio no barco e ficavam atentos para sons que viessem do leste. Ali a tempestade se fazia ouvir com antecedência, com um som sibilante. Então o vento levanta a água de repente em redemoinhos, e o lago "ferve" com ventos de 7 a 8 nós. O chuvisco resultante cobre a cidade costeira de Tiberíades como nuvens de nevoeiro.
e"travesseiro" é tradução literal, mas, de acordo com WB 1419, pode-se pensar também na almofada em que o timoneiro sentava (veja o artigo!), que Jesus usou como travesseiro.

                                                                    
- Jonas dormia no porão do barco por omissão e covardia.
- Jesus dormia na proa do barco por exaustão à obediência.
- Como se comportaram os outros barcos que o seguiam? (v36)
- Jesus falava com sua criação. Tinha domínio sobre ela.
- Jesus estava atravessando aquele mar para desembarcar em Gerasa, Gergesa e Gadara (5:1-20) onde veria homens com legiões no corpo.

  1. A IGREJA
  2. É a tripulação
  3. Chega rapidamente o ponto de naufrágio
  4. Todos são despertados para  a oração e gritam por socorro
  5. Por incrível que pareça tudo isso é normal.

 

  1. A PALAVRA CHAVE – FÉ
  2. Crer no poder de Jesus sobre a natureza
  3. Crer no poder de Jesus sobre os demônios
  4. Crer no poder de Jesus sobre as enfermidades
  5. Crer no poder de Jesus sobre a morte
  6. Crer na verdade inconteste das escrituras

 

 

Conclusão.

O poder, a vida e as obras de Jesus jamais serão anulados de nossas mentes, podem até confrontá-los, investiga-los, mas jamais negá-los em sua subsistência. Veja o que este racionalista cético radical que exerceu grande influência sobre a Revolução Francesa e na introdução do humanismo nas Américas:  Jean-Jacques Rousseau:
Seria a história do evangelho obra da imaginação? Amigo, não é assim que se inventa; os fatos sobre Sócrates, dos quais ninguém duvida, não são tão bematestados como aqueles sobre Jesus Cristo. Na melhor das hipóteses, você está apenas se afastando do problema, sem ficar livre dele. Seria mais inacreditável que quatro homens fizessem um acordo para fabricar este livro do que um único homem ter fornecido o assunto para ele. Nem os judeus poderiam ter feito isso. O evangelho contém notas de realidade tão grandes e admiráveis, que seu inventor seria uma pessoa mais surpreendente do que seu herói.